Ligar instalações em média tensão

Direcionado à indústria de componentes automóveis, metalúrgica, moldes, vitrificação, grande hotelaria, entre outros.

Este tipo de ligação é estabelecido em redes elétricas com níveis de tensão de 6kV, 10 kV, 15 kV ou 30 kV, conforme a sua localização geográfica.

Para submissão do seu pedido de condições de ligação à rede em média tensão, irá precisar dos seguintes documentos:

  1. Requisitante
  2. Técnico ou Representante
  3. Instalação
  4. Outros elementos
  5. Complete

Requisitante

Ligação à rede Média Tensão
  1. Para iniciar o processo de ligação da sua instalação particular em média tensão (MT), é necessário avaliar previamente se estão reunidas as condições técnicas de alimentação.

    Para tal, será necessário um pedido de condições de ligação à rede, que poderá efetuar através do preenchimento do formulário disponível nesta página

    Após análise do pedido, receberá informação sobre os próximos passos.

  2. Após receber, por carta ou e-mail, a resposta ao pedido de condições de ligação à rede, poderá submeter o pedido de ligação junto do seu gestor ou através do e-mail plrmt@e-redes.pt. Dentro de 15 dias úteis após a submissão do seu pedido, a E-REDES irá enviar-lhe a informação referente aos encargos iniciais associados à ligação.   

    Se aceitar o valor dos encargos iniciais e fizer o pagamento, cujo comprovativo terá que ser apresentado ao seu gestor ou enviado para o e-mail plrmt@e-redes.pt, irá receber uma informação com os seguintes elementos:

    • o orçamento da obra;
    • prazos de validade de condições e pagamento;
    • prazos e opções de execução;
    • informações sobre as dimensões e caraterísticas técnicas da ligação;
    • encargos respeitantes a elementos de ligação para uso partilhado.
  3. Após aceitação das condições de ligação e pagamento dos encargos descritos no orçamento, é executada a ligação à rede pela E-REDES ou pelo próprio requisitante, de acordo com a opção escolhida por si.

  4. O fornecimento de eletricidade inicia-se após:

    • execução da ligação à rede;
    • liquidação dos encargos de ligação à rede;
    • entrega da obra a cargo do requisitante, caso seja aplicável;
    • instalação de equipamento de medição;
    • autorização dos proprietários dos terrenos atravessados pela linha;
    • passagem para a E-REDES da parcela de terreno onde se situa o posto de corte, caso seja aplicável;
    • licenciamento, vistoria e autorização da entrada em exploração pela Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG) de:
      • instalação do requisitante;
      • elementos de ligação à rede.
    • celebração de protocolo de exploração;
    • inspeção das proteções de interligação, caso existam;
    • contrato de fornecimento de energia elétrica com um comercializador.

Faça já a sua simulação